Frequência e Alcance dois elementos de uma estratégia de Marketing

Geralmente profissionais de marketing definem suas estratégias analisando a melhor forma de atingir o público-alvo desejado com o orçamento disponível, e escolhem, diante de uma centena de veículos existentes, aonde colocar parte de seu orçamento, de anúncios no Big Brother a links patrocinados no Google, de anúncios em jornal de bairro a e-mail marketing com alcance global, o objetivo é sempre ser lembrado por pessoas que podem querer comprar seu produto.

Estudos indicam que para que seu produto(ou marca) seja reconhecido é preciso que ele seja visto no mínimo três vezes por uma pessoa. Dependendo do veículo, para que um anúncio seja VISTO por alguém é preciso MOSTRA-LO 9, 12, 15 vezes. Quantas inserções de um anúncio na TV são necessárias para você assisir a uma pelo menos uma? E quantas pessoas, de uma única vez, podem assistir a seu anúncio no Big Brother? Essas perguntas representam dois alicerces das decisões estratégicas de marketing: o ALCANCE (quantas pessoas, em uma única vez) e a FREQUÊNCIA (quantas vezes, para uma única pessoa). Alcance pode custar caro, e a frequência multiplica esse custo! Quanto custa uma inserção na TV? E quanto custam 10? Praticamente dez vezes o custo. Quanto custa um clique no Google Ad Words? 10 custam dez vezes mais.

Manter a frequência é o grande desafio, aparecer constantemente para que seu público lembre de você na hora que ele precisar é o mais importante. Existem diferentes maneiras de se conquistar isso, vale uma combinação de mídias – um anúncio na TV e alguns anúncios na rádio, um evento e depois acompanhamento por e-mail marketing, um hotsite e uma série anúncios no Google. Vou explorar a seguir um modelo onde o investimento para manter a frequência é baixo, exige dedicação e inteligência, e oferece ótimos resultados.

Para manter uma frequência de aparições é necessário pensar antes no alcance, qual vai ser a forma utilizada para realizar ao menos o primeiro contato com seu público? Um evento, um sorteio de brinde, um test-drive de seu produto ou seu site anunciado na TV, pense na forma que lhe parece mais conveniente de acordo com o orçamento disponível. Deste ponto em diante, você precisa muito mais de inteligência do que de dinheiro. Em qualquer umas dessas formas de primeiro contato, colete sempre a permissão e os dados de seu convidado para recebimento de informações relevantes e de seu interesse por e-mail.
A inteligência deve ser aplicada para descobrir o que pode ser interessante para seus recém-autorizados contatos. Se você tem uma agência de turismo, por exemplo, envie mensalmente dicas de destinos interessantes, a foto do mês como papel de parede, comente um evento e indique o blog do point mais quente do inverno, ofereça alguma coisa valiosa, que atraia seu público e que o mantenha interessado em continuar recebendo seu contato, adapte esse exemplo para seu negócio e você estará trabalhando a frequência e prestando um excelente serviço para seu futuro cliente.

No exemplo acima, o veículo facilitador da frequência é o e-mail marketing, que ofece baixos custos de execução e viabiliza o contato constante com um grande volume de pessoas, mas existem outros meios, o importante é estar sempre presente, para que no momento oportuno, você consiga conquistar um novo cliente.

Um artigo Zartana.

Deixe uma resposta