Os livros e o eCommerce

As margens são baixas, a concorrência é pesada, o ticket é baixo, mas mesmo assim tem papel fundamental no comércio eletrônico, especialmente em varejo multicategoria (General Marchandise).

A categoria “Livros” tem um peso significativo pelo simples fato de ser a categoria mais comprada pelo e-Commerce, o que significa que agregar a categoria de livros, mesmo não sendo especificamente o business da empresa, deve gerar demanda ao site.

A compra de livros pela Internet já faz parte da Cultura da grande maioria dos e-Consumidores, são produtos de baixo custo, ou seja um eventual extravio ou inidoneidade do vendedor não causaria maiores prejuízos aos compradores. Outro ponto bastante importante, e muito vivo na mente das pessoas: Os livros foram os primeiros produtos a serem vendidos pela Internet, e esse fato tem uma importância simbólica no momento da compra. Além disso, os livros têm uma ligação genética com Cultura, o que agrega positivamente para a marca do varejista.

Mas como uma loja que nunca vendeu livros em toda sua história pode incluir em suas categorias livros? Este é um impasse que só o e-Commerce pode resolver. Muitas lojas virtuais trabalham com estoque de seus fornecedores, o que é chamado de cross-docking. Essa estratégia é possível pela característica de venda do comércio eletrônico, o produto não precisa estar disponível fisicamente no estoque da empresa no momento da compra. O varejista precisa apenas consultar o estoque dos produtos em seus fornecedores, e ter definido os prazos de entrega. Para o consumidor é uma venda como outra qualquer, para a loja é uma venda em que o investimento no estoque não existe.

Porém, todas as partes precisam estar alinhadas e suportadas por integrações. As condições de entrega e posições de estoque devem estar totalmente acertadas, os back-offices conversando para requisições e baixas (certamente utilizando arquitetura SOA), o atendimento do varejista deve estar treinado para dar suporte à nova categoria, enfim toda uma preparação deve acontecer antes da venda começar. Uma vez o processo pronto, os livros tornam-se estrategicamente a porta de entrada para a venda para tantas outras categorias, de maior valor agregado.

Um artigo IKEDA BLOG

Deixe uma resposta