Vantagens da Facturação Electrónica

A adesão à Facturação Electrónica é um processo em marcha e irreversível, dadas as enormes vantagens que este novo meio representa.

Esta realidade deriva essencialmente do facto do Retorno de Investimento (ROI) associado à sua implementação ser conseguido no curto prazo. O papel, as impressões, os envelopes, as taxas de envio, as limitações no método de envio tradicional (horários, disponibilidades, distância), a elevada probabilidade dos documentos em papel não chegarem a tempo ao destino (ou mesmo serem extraviados) representam actualmente um enorme custo por parte das organizações emissoras.

Por outro lado, as entidades receptoras também têm problemas complexos com a recepção dos documentos em papel. A limitação do processo de validação e autenticação que envolve normalmente várias pessoas, vários departamentos ou várias empresas do mesmo grupo (exigindo muito tempo, carimbos, selos, cópias, etc.) e sujeito a vários processos tradicionais de circulação dentro da própria organização, que podem resultar em atrasos na recepção da informação, (ou mesmo o seu extravio), traduz-se na burocratização dos processos e reflecte-se directamente na produtividade, rentabilidade e competitividade da organização.

Todo este processo revela-se moroso para a organização e ainda implica o arquivo dos documentos em papel que requer mais tempo, espaço e recursos humanos envolvidos, tornando-se também complexa a sua consulta (diária ou para supervisão das autoridades competentes).

Muitas vezes, em determinadas fases deste processo, os documentos acabam por ser digitalizados e inseridos em processos de informação partilhada no seio da empresa, sem que desta forma esteja associado aos documentos qualquer validade legal. Um documento digitalizado não é um documento electrónico e não tem reconhecimento legal.

Uma informação Marketware

Deixe uma resposta