Informe-se antes de comprar online

Para facilitar a vida a quem quer comprar online, o TeK preparou um conjunto de regras que deve seguir para evitar dissabores e que vem bem a propósito da Black Friday, um costume norte-americano que infelizmente poucas lojas portuguesas adoptaram.

A primeira recomendação passar por verificar se o browser e o sistema operativo estão actualizados, com as últimas correcções das fabricantes instaladas. Mas, se ficar tentado pelo “negócio da China” que chegou por email, não se esqueça que deve sempre duvidar destas ofertas. Muitos são lixo electrónico com fins maliciosos e o mais provável é que, no fim, a única prenda que tenha adquirido seja um vírus no seu computador.

Entre os problemas comuns nas compras online surge a dificuldade de optar por um vendedor dado o leque de opções que lhe são dadas. Tenha atenção quando procurar na Internet os nomes das lojas. Certifique-se que as letras que digitou estão todas correctas e que a plataforma que escolheu é conhecida, recomendada por alguém que já tenha comprado nesse espaço virtual ou por terceiros – normalmente parceiros.

Lembre-se que as compras na Internet são, geralmente, pagas através de cartão de crédito, mas que pode existir também a opção de pagamento por Multibanco ou à cobrança, aconselháveis quando não tem confiança no site.

Neste ponto entra a segurança dos seus dados. Certifique-se que está num site seguro antes de escrever a sua morada, nome ou detalhes de conta.

Procure o símbolo de ligação segura no browser (https e o símbolo do cadeado) e lembre-se que muitas empresas utilizam dados para fins estatísticos. Nestes casos, tem de existir sempre uma opção em que o consumidor tem o direito de negar a partilha de dados – caso seja essa a sua vontade.

Outra regra de ouro no comércio electrónico é a que lhe “proíbe” enviar os seus dados bancários através de email. Uma loja certificada não lhe pedirá esta informação, usando o seu backoffice para recolher os dados. Por isso, se lhe pedirem para enviar uma mensagem, duvide da segurança do site…

Leia sempre os termos de utilização do site e tente perceber se, em caso de problemas com a entrega, é possível apresentar reclamação ou efectuar a troca do produto – verifique as moradas, contactos telefónicos o endereços de email para apoio ao consumidor.

Outro passo importante implica passar as suas acções online para o papel. Imprima todos os detalhes da página que usou, anote os números dos pedidos assim como a morada de facturação. Deve ainda guardar cópias de qualquer email que troque com o vendedor.

Analise sempre os preços porque, em alguns casos, o valor que vê apresentado pode não incluir o IVA nem os portes de envio. Somando ambos os valores, o preço real do produto ficará acima daquele que estava à espera.

Deve ainda informar-se acerca da legislação comunitária, comparando-o com a de outros países, neste caso com a das regiões onde estão sedeadas as lojas onde pretende adquirir os produtos, de forma a verificar quais as leis que o protegem quando comprar online.

E é com estas pequenas dicas que lhe desejamos umas óptimas compras de Natal. Lembramos-lhe que esta sugestão deve ser sempre seguida pelas recomendações das próprias marcas e empresas de segurança. O melhor conselho que lhe podemos dar é que confie na sua intuição. Por vezes é a melhor solução para não se ser enganado.

Artigo publicado em tek.sapo.pt 

Deixar uma resposta